VAMPIRE WEEKEND NO RIO

Amigos do Vampire Weekend, vcs foram bem divertidos ontem, mas o Two Door foi muuuuuuuito mais. Beijos.

 

Anúncios

BLOC PARTY ESTABELECE ROMANCE COM PLATÉIA CARIOCA

O show do Bloc Party no Rio caminhava para um desfecho como o do paulistano: legal, mas meio morno, com um ou outro momento de muita empolgação.

Porém, o que se viu do meio pro fim foi um caso de amor do vocalista Kele Okereke com a platéia do Circo Voador. Como que precedendo o fim, a galera começou uma gritaria, um pula-pula que fazia o vocalista abrir sorrisos e mais sorrisos.

Provoca daqui, atiça dali, a banda voltou para dois bis, pessoas subiram no palco, o integrantes ganharam presentes e abraçaram os fãs. No ápice do romance, Kele tirou os fones do retorno, arrumou um microfone com fio MUITO grande e, sim!, pulou na galera para fazer crowd surfing. Aliás, fez dois crowd surfing, para desespero da segurança e dos roadies, que tinham que ficar ‘dando linha’ no microfone enquanto o cantor surfava nas mãos da galera. Mesmo sendo jogado de uma lado para o outro, Kele segurou firme ‘She’s hearing voices’ pelas rédeas.

O show teve cerca de uma hora e quarenta minutos e todos os hits da banda estavam no setlist. Os momentos de maior empolgação foram em ‘Banquet’, claro, e, para minha surpresa, ‘Like eating glass’, que nunca foi hit do grupo, mas foi cantada como se fosse.  Mais um show memorável no Circo Voador.

Bloc Party – ‘Like eating glass’ (10/11/2008 – Circo Voador – RJ)