QUEM É QUEM NO DEKMANTEL SÃO PAULO

Vai aí embaixo o texto que fiz pra galera do Pulso sobre a primeira edição do Dekmantel no Brasil, que rola em São Paulo nos dias 4 e 5 de fevereiro. Cai dentro!

> > >

A melhor notícia de 2016 foi que em 2017 teríamos a primeira edição do Dekmantel Festival no Brasil.

O evento-mãe, que rola em Amsterdam e chegou à sua quarta edição em 2016, já é considerado um dos mais conceituados festivais de música eletrônica do mundo porque vem conseguindo aliar um line-up variado e respeitadíssimo, local impecável (um parque com muito verde nos arredores de Amsterdam), clima intimista (lotação total: não ultrapassa 10 mil pessoas) e conforto para o público (sem filas nos bares! Banheiros limpos e sem perrengue!). Fiz um review pro Pulso, confere lá.

Portanto, é com muita ansiedade e expectativa que espero a chegada do Dekmantel ao Brasil. Tá com cara de que vai ser fodão. Abaixo vai um guia do que é imperdível no line-up entre as atrações gringas. Semana que vem rola um pente-fino nos nomes brasileiros.

Vem comigo! =D

Nicolas Jaar – É a principal atração da edição brasileira. Vai apresentar no festival seu live novo, baseado em ‘Sirens’, seu EX CE LEN TE álbum lançado no ano passado.

nicolasjaar

Lena Willikens – Fez o melhor set (pra mim) da edição do Dekmantel em Amsterdam: estranho, percussivo, um pé no techno, outro no electro, com ares vintage. E sem perder a pista de vista, com domínio técnico impressionante. Estou sedento por tudo isso de novo. Não perco por nada.

lena_willikens

Moodymann – Outro gigante dessa edição. Dono de clássicos da house e do techno, traz toda a história de Detroit nos ombros. Tem cara de que vai promover um bailão black com muito funk, disco e house. E, como de costume (tomara!), vodka para a galera da primeira fila. O problema é o seguinte: o horário dele bate com o da Lena Willikens. Infelizmente é isso: mesmo horário. Fudeu, não sei o que fazer.

moodymann-dekmantel-by-bart-heemskerk

John Talabot – Se fizer um set melódico, cheio de texturas e samples vocais como os das duas produções em estúdio, pode ser o grande nome do evento.

talabot

Jeff Mills – Nome fundamental do techno, inovou onde foi possível e influenciou meio mundo. Respeito muito. Quem nunca viu, vale ver. Mas confesso que, apesar de toda sua importância, os sets de Mills são praticamente os mesmos há tempos: techno de 134 bpm com ‘The Bells’ salpicada ali no meio, tudo acelerado e flat, sem grandes variações.

Ben UFO vs Joy Orbison – A dupla vai repetir a dobradinha que vem fazendo há algum tempo. O back-to-back deles na edição de Amsterdam foi um dos melhores do festival.

Nina Kraviz – Diva polêmica, vem trazendo na bagagem um set de techno pesadinho (se repetir a performance que fez no Dekmantel Amsterdam em agosto passado) e muitos elogios ao volume 91 da série Fabric, mixado por ela e que entrou em quase todas as listas de melhores de 2016.

nina-kraviz

Ben Klock – Dos nomes mais populares desta edição, vai encerrar o Main Stage no sábado à noite. É lenha!

Kornél Kovács – Um dos destaques da música eletrônica em 2016 com o disco ‘The Bells’. Nunca vi fazendo DJ set, mas levo fé.

kornel-kovacs

Hunee – Faz parte da gangue holandesa do evento (o Dekmantel foi concebido e criado por um grupo de amigos holandeses e sempre traz em seus line-ups uma quantidade considerável de nomes da cena holandesa) e tem um álbum muito, muito, muito bom no currículo lançado pela Rush Hour: ‘Hunch Music’.

hunee

Makam – Da trupe holandesa, talvez seja o que mais me agrada. Tem um pé (mas não muito) na estranheza que me agrada muito. Olha que maravilha é ‘What ya doin’’. Ou ‘Girls Night’

dj-makam

Palms Trax – Também da trupe holandesa, sempre recheia seus sets com bastante groove, deixando o clima sempre animado, pra cima.

Tom Trago – Nome importante da cena em Amsterdam, sempre arrasta muita gente em seus sets. Pode ir da disco ao techno, por exemplo. É um nome que vale ficar atento.

Helena Hauff – Injetou sangue novo na cena techno em 2015 com o álbum ‘Discreet Desires’. Fez um back-to-back com Ben UFO no Sonar Barcelona 2016. Se mantiver o mesmo clima, é paulada na orelha sem dó.

hellenahauff

Awesome Tapes From Africa – Começou como um selo, hoje é também a alcunha do DJ, produtor, colecionador e o escambau Brian Shimkovitz. Como o nome sugere, beats fora do eixo house/techno usual.

Fatima Yamaha – Ouvir ‘What’s a girl to do’ ao vivo é realmente um momento bacana.

Orpheu The Wizard – Idealizador da Red Light Radio, tem uma bagagem musical que impressiona. O set que vi dele lá em Amsterdam, ainda de dia, quase enfiado no meio de uma floresta, foi elegante e cheio de groove. Olho nele.

orpheu

Já estou me alongando demais. Poderia me estender infinitamente e falar do line-up inteiro, uma vez que uma seleção dessas é para entrar para a História dos festivais de música eletrônica já feitos no Brasil.

Vai de cabeça aberta e experimenta o que conseguir, tem muito mais coisa bacana: Solar, Anthony Parasole, Call Super, Sassy J, Joey Anderson…

2016 EM 42 ÁLBUNS

Moodyman – DJ Kicks (K7!)

Nicolas Jaar – ‘Sirens’ (Other Music)

DJ Koze – ‘Pampa vol 1’ (Pampa)

Radiohead – ‘A moon shaped pool’ (XL)

Roman Flüegel – ‘All the right noises’ (Dial)

Massive Attack – ‘Ritual Spirit EP’ (Virgin)

Giles Peterson – ‘Havana Club Rumba Sessions’ (Brownswood)

Andy Stott – ‘Too many voices’ (Modern Love)

Savages – ‘Adore Life’ (Matador)

Alex Smoke – ‘Love over will’ (R&S)

DIIV – ‘Is the is are’ (Captured Tracks)

Palms Trax – ‘High Point on Low Ground EP’ (Dekmantel)

Underworld – ‘Barbara, Barbara’ (Caroline)

Leon Vynehall – ‘Rojus’ (Running Back)

Nick Cave – ‘Skeleton tree’ (Bad Seed)

Mr. Fingers – ‘Outer Acid’ EP (Alleviated)

Call Super – ‘Nervous Sex Traffic’ EP (Dekmantel)

Mitski – ‘Puberty 2’ (Dead Oceans)

Kowton – ‘Utility’ (Livity Sound)

The Field – ‘The Follower’ (Kompakt)

Midland – ‘Blush’ EP (Graded)

Illum Sphere – ‘Glass’ (Ninja Tune)

Dollkraut – ‘Hornet Green’ EP (Tape)

Omar-S – ‘The Best’ (FXHE Records)

James Blake – ‘The colour in anything’ (Polydor)

A Made Up Sound – ‘Thin air’ (Delsin)

Kirs Wadsworth – ‘Infiltrator’ (Ultramajic)

Marquis Hawkes – ‘Social Housing’ (Houndstooth)

The Invisible – ‘Patience’ (Ninja Tune)

Floorplan – ‘Victorious’ (M-Plant)

David Bowie – ‘Black star’ (Columbia)

Bon Iver – ’22, a million’ (Jagjaguwar)

Audion – ‘Alpha’ (K7)

Nils Frahm & Woodkid – ‘Ellis’ EP (Erased Tapes)

Vince Staples – ‘Prima Donna’ EP (Def Jam)

Randomer & Hodge – ‘Second Freeze/Simple As’ EP (Dnuos Ytivil)

Youandewan – ‘There’s no right time’ (Aus)

Tindersticks – ‘The waiting room’ (City Slang)

Crooked Man – ‘Crooked man’ (DFA)

Willow – ‘Workshop 23’ (Workshop)

Pangaea – ‘In drum play’ (Hessle Audio)

Alpha 606 – ‘Afro-Cuban electronics’ (Interdimensional Transmissions)

2016 EM 21 SETS ONLINE

Edward – XLR8R Podcast 452

Barnt – Beats in Space #808

Ben UFO – Live at Twitch

Avalon Emerson – Groove Podcast 52

Hops – Resident Advisor 512

Midland – Essential Mix

Keita Sano – Resident Advisor 515

Helena Hauff – Mixmag In Session

Vril – XLR8R Podcast 466

 The Black Madonna & Mike Servito – Dekmantel Festival 2016

Leafar Legov – Resident Advisor 514

Eli Iwasa – Ala.Play 230

Delta Funktionen – Dekmantel 66

Erick Morillo – Armada invites

Oskar Offermann – RA 516

Kowton – Dekmantel 69

Denis Sulta – Fact Mix 549

Lena Willikens – Dekmantel 070

Kangding Ray – RA 519

John Talabot – Lente Kabinet Festival 2016

Kerri Chandler b2b Jeremy Underground – Boiler Room

2016 em 74 músicas

DJ Metatron – ‘2 Bad’ (DJ Metatron ‘What If Madness Is The Only Relief’ Rework) (Giegling)

Lianne La Havas – ‘Lost and Found’ (Matthew Herbert remix) (Pampa)

Michele Mininni – Hyper Martino (Red Axes Mix) (Le Temps Perdu)

Beck – ‘Wow’ (Universal)

Roman Flüegel – ‘All the right noises’ (Dial)

Fango – ‘Cortex’ (Degustibus)

Randomer & Hodge – ‘Random freeze’ (Dnuos Ytivil)

Leon Vynehall – ‘Paradisea’ (Running Back)

Avalon Emerson – ‘The frontier’ (Whities)

Underworld – ‘Nylon strung’ (Smith Hyde)

Harvey Sutherland – ‘Priestess’ (Clarity)

Kanye West – ‘Ultralight Beam’ (Def Jam)

DJ Metatron – ‘2 The Sky’ (Giegling)

PJ Harvey – ‘Ministry of Defence’ (Island)

Fort Romeau – ‘Secrets & Lies’ (Live at Robert Johnson)

Moderat – ‘Intruder’ (Instrumental) (Monkeytown)

Call Super – ‘Nervous Sex Traffic’ (Dekmantel)

Skee Mask – ‘Shred 08’ (Ilian Tape)

Clark – ‘Back to Belgrade’ (Warp)

Leon Vynehall – ‘Kiburu’s’ (Running Back)

Marvin & Guy – ‘Targa (Long Drive)’ (Correspondant)

Palms Trax – ‘Cloud City’ (Dekmantel)

Fort Romeau – ‘All I want’ (Massimilliano Pagliara remix) (Ghostly International)

Midland – ‘Blush’ (Graded)

Youandewan – ‘Our odyssey’ (Aus)

Ital Tek – ‘Beyond site’ (Planet Mu)

Ital Tek – ‘Cobra’ (Planet Mu)

Radiohead – ‘Glass eyes’ (XL)

Radiohead – ‘Present tense’ (XL)

Beyoncé – ‘6 Inch’ (Parkwood)

Hodge – ‘Burned into memory’ (Livity Sound)

Dollkraut – ‘Theme of Fukoyama’ (Tape)

Leron Carson – ‘Sof N Thik’ (Sound Signature)

Gold Panda – ‘Chiba nights’ (City Slang)

Makam – ‘Riding High’ (Dekmantel)

Honey Dijon & Seven Davis Jr. – ‘Houze’ (Classic)

Dinky – ‘Casa’ (Axel Boman Dub Mix) (Crosstown Rebels)

Trevino – ‘Casino’ (AUS)

Lost Scripts (John Talabot x Pional) – ‘A.F.K’ (Hivern Discs)

Massive Attack, Young Fathers – ‘Voodoo In My Blood’ (Virgin)

Massive Attack, Hope Sandoval – ‘Spoils’ (Virgin)

Moderat – ‘Running’ (Monkeytown)

Låpsley – Operator (DJ Koze’s Extended Disco Version) (XL Recordings)

Terence Fixmer – ‘Beneath the skin’ (Ostgut Ton)

Alex Smoke – ‘All My Atoms’ (CW/A Remix) [R&S]

Marquis Hawkes – ‘I’m so glad’ (Satisfied mix) (Houndstooth)

Audion – ‘Destroyer’ (K7)

Tuff City Kids – ‘Labyrinth’ (Club mix) (Permanent Vacation)

Benjamin Fröhlich – ‘Holloway’ (Permanent Vacation)

Midland – ‘Final credits’ (Regraded)

Pearson Sound – ‘XLB’ (Pearson Sound)

Lauer – ‘Tearsh’ (Live at Robert Johnson)

Mark Pritchard feat. Thom Yorke – ‘Beautiful People’ (Warp)

808 State – ‘In yer face’ (Bicep remix) (Feel My Bicep)

Tom Trago – ‘Good Lies’ (Aus)

Sfire – ‘Sfire3′ (John Talabot’s Tribalist Rework) (Cocktail D’Amore)

John Tejada – ‘Integrator’ (Kompakt)

Dallas Acid – ‘Eat my brain’ (Classicworks)

Alpha 606 – ‘Armambo’ (Interdimensional Transmissions)

Leafar Legov – ‘Your vibe’ (Giegling)

rRoxymore – ‘Ministry of Silly Talks’ (Lena Willikens Remix) (Huntleys & Palmers)

Solitary Dancer – ‘Desire + Apathy’ (Draded)

Mood Hut ‎– ‘Better’ (Mood Hut)

Eduardo De La Calle – ‘Sdi’ (Nonplus)

The Black Madonna – ‘He is the voice I hear’ (We Still Believe)