FLORENCE AFLORA

É difícil, mas vamos lá:

Natalie Merchant + Patti Smith + Johnette Napolitano (do Concrete Blonde) + Bat For Lashes pra dar o toque moderninho.

Ladies and gentlemen, se sua praia é aquele rock cantando por mulher com uma força de inspiração punk e climas oníricos (hã???), então Florence and the Machine é o seu grande disco de 2009.

Check:

Check:

O BRASIL MEXEU COM O RADIOHEAD

O Radiohead foi o grande headliner da edição do 2009 do Reading Festival, que rolou esse fim de semana. Depois de praticamente serem obrigados a tocar a renegada ‘Creep’ por aqui, os cinco abriram o show na Inglaterra com a música.

Não foi uma versão blasé, Thom Yorke cantou apaixonado.

O fato de terem tocado a música para um público que já a ouviu 250 vezes ao vivo (diferentemente de nós brasileiros) nos faz deduzir que ‘Creep’ voltou com força total pro tracklist dos caras. Então tá.

CALA A BOCA, DIZZEE RASCAL!

Na boa, por que o Dizzee Rascal insiste em cantar? É muito talento para estragar música. Toda música dele, eu disse TODA MÚSICA DELE, é muito melhor se você a imaginar sem o vocal de rapper inglês de sotaque cokney insuportável.

Foi assim com “Fix up, look sharp”, melhorou um pouquinho em “Flex” e “Bonkers”. Mas agora volta com força total à monotonia com “Holiday”, música nova com produção meio pop-trance-baba-boa-tecladão do Calvin Harris.

Cala a boca, Dizzee Rascal, e fica ali no cantinho só dançando que nem o Bez, ia ser mais engraçado.